[2014] Mediation and Settlements in the Judiciary: Dilemmas and Meanings

Authors: Kátia Sento Sé Mello and Bárbara Gomes Lupetti Baptista The objective of Mediation and Settlements in the Judiciary: Dilemmas and Meanings is to describe and analyse mediation and settlement practices in the sphere of the Rio de Janeiro State Judiciary, Brazil. An understanding is sought of the process of institutional changes through which Brazilian society has been passing since the 1980s, the different meanings attributed to these doctrines by the diverse operators in the legal field and by the users in contexts in which they are engaged. The primary question that guides this research is ascertaining to what extent the State can reduce the gap between the law and the courts of the society, through these new doctrines of conflict management.Keywords: conflict management, settlement, mediation, Judiciary Acesse aqui

0 Comentários

[2016] MEDIAÇÃO DE CONFLITOS E VOLUNTARIEDADE: OLHARES CRUZADOS ENTRE RIO DE JANEIRO E BUENOS AIRES

Autora: Kátia Sento Sé Mello O objetivo deste artigo é contrastar a mediação de conflitos no Rio de Janeiro e em Buenos Aires, especialmente no que se refere à consideração da vontade das partes. A partir da observação participante e de conversas e entrevistas com atores sociais envolvidos na mediação de conflitos – seja como mediandos seja como mediadores – demonstra-se que em ambos os campos empíricos a ênfase é colocada na voluntariedade dos mediandos para que a mediação aconteça. No entanto, tanto no Rio de Janeiro como em Buenos Aires, o caráter voluntário de se submeter à mediação é paradoxal posto que no primeiro caso as partes são encaminhadas por um juiz (caso este seja simpático à proposta) no âmbito do processo e no segundo, a mediação pré-judicial é obrigatória, por…

0 Comentários

[2011] Mediação e conciliação no Judiciário: Dilemas e significados

Autoras: Kátia Sento Sé Mello e Bárbara Gomes Lupetti Baptista O objetivo deste trabalho é descrever e analisar as práticas que caracterizam a mediação e a conciliação de conflitos no âmbito do Poder Judiciário no Estado do Rio de Janeiro. Trata-se de compreender, no âmbito do processo de mudanças institucionais pelo qual a sociedade brasileira vem passando desde a década de 1980, os diferentes significados atribuídos a esses institutos pelos diferentes operadores do campo jurídico e pelas partes usuárias nos contextos em que são acionados. A principal questão que norteia esta pesquisa é saber em que medida o Estado pode diminuir o abismo que ainda separa o direito e os tribunais da sociedade, por intermédio destes novos institutos de administração de conflitos.Palavras-chave: administração de conflitos, conciliação, mediação, Poder Judiciário Acesse aqui

0 Comentários

[2020] El/la antropólogo/a en la aldea de la Mediación de conflictos. Un aporte para la problematización de las relaciones entre Estado, mediación de conflictos y Antropología

Autores: Mariana Inés Godoy, Juan Pablo Matta y Kátia Sento Sé Mello En el presente artículo nos proponemos reflexionar sobre la mediación de conflictos en su vinculación compleja con la dimensión de lo estatal y específicamente con el campo estatal de la administración de conflictos. Para ello recuperaremos tres experiencias de investigación etnográfica desarrolladas durante los últimos años por los autores en distintos contextos (Rio de Janeiro en comparación con la ciudad de Buenos Aires, Salta y Olavarría). Lo que se denomina movimiento de mediación supone una articulación singular entre organismos judiciales, gubernamentales de distinta escala, el mundo de las ONGs, agencias internacionales, entre otros y una disputa permanente por la afirmación de este sistema se monta alrededor de darle mayor estatalidad al mismo. En segundo lugar, con el objetivo de dar…

0 Comentários

[2010] Sofrimento e ressentimento: dimensões da descentralização de políticas públicas de segurança no município de Niterói

Autor: Kátia Sento Sé Mello O objetivo do trabalho é apresentar uma discussão a respeito do impacto do processo de descentralização de uma política pública de segurança no município de Niterói, considerando, de um lado, o contexto da implementação das Guardas Municipais no Brasil, a partir da sua formalização na esfera normativa da Constituição brasileira de 1988, e, de outro, o recadastramento dos camelôs no município. O material etnográfico no qual se baseia esta análise refere-se tanto à reformulação da Guarda Municipal de Niterói quanto ao recadastramento dos camelôs, no contexto de municipalização da Segurança. Observou-se que, na implantação de mecanismos igualitários e universais de administração institucional dos conflitos no espaço público, as dificuldades encontradas pelo governo local de Niterói dizem respeito à persistência de um habitus na prática dos guardas municipais,…

0 Comentários